Religião&sociedade

©DN

Este fim de semana foi riquíssimo em notícias, artigos e crónicas em que o tema religião esteve em destaque.

Comecei o SÁBADO por  aprender a ceder [José Luís Nunes Martins – Viver é aprender a ceder. A libertarmo-nos de nós mesmos. Só o nosso espírito nos pode soltar porque só ele nos aprisiona]. De seguida Querido “Diário de Notícias [Pe. Gonçalo Portocarrero de Almada – Obrigado por me fazeres sentir a alegria de ser discípulo de Cristo, na sua Igreja e nesta obra de Deus, que tem a glória humana de não ter, nem querer ter, como Jesus, nenhuma glória humana]. Terminei, já noite dentro, com o preço de um poema [Pe. José Tolentino Mendonça – se aceitássemos sem mais que o valor intrínseco de um bem é aquele determinado pelo seu potencial económico, a poesia já há muito teria desaparecido].

DOMINGO, depois da eucaristia dominical dou comigo a ler quando a religião colide com o trabalho [Joana Gorjão Henriques. P2 – 3|fev|13O caso de uma procuradora adventista que pediu para não trabalhar ao sábado por motivos religiosos foi parar aos tribunais. Quando a religião colide com o emprego, como é que se decide? Fomos à procura de respostas em três comunidades religiosas onde a questão se coloca em Portugal: a Igreja Adventista do Sétimo Dia, o judaísmo e o islamismo. Falámos com especialistas sobre como o problema é tratado no mundo e na União Europeia. Um relatório do americano Pew mostra que em Portugal o Governo impõe poucas restrições e há pouca hostilidade social em relação às práticas e crenças religiosas.

HOJE, através da página do Facebook do próprio Tiago De Oliveira CavacoFamília, Deus e Rock&Roll [na Notícias Magazine, Tiago de Oliveira Cavaco, pastor da Igreja Batista e pai de 4 filhos, é roqueiro nas horas vagas e blogueiro todos os dias aqui http://vozdodeserto.blogspot.pt/].

Deus seja louvado.

Anúncios

  1. Obrigada pelas sugestões. No Público de domingo, além do artigo do P3 que também me chamou a atenção e fixou na leitura, o artigo de opinião de Frei Bento Domingues também me pareceu muito oportuna para os tempos que vivemos…não sei se concordas?


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s