A vida passa muito depressa

campainhasdapc3a1scoaCada Páscoa lembro-me dos tempos de juventude em que passava a Semana Santa com a família. Era muito divertido: dias seguidos sem aulas, liberdade para correr pelo campo fora, a companhia de dezenas de primos — quase todos mais velhos, o que também tinha o seu fascínio para um miúdo de 5 ou 10 anos.

No entanto, a alegria das férias era sempre ensombrada pelo pensamento de que cedo teríamos de regressar a Lisboa. Chegados a Domingo de manhã, era claro para mim que a coisa era sol de pouca dura; e esse pensamento diminuía significativamente a alegria da festa.
O que este miúdo pensava sobre uns dias de férias há 40 anos, hoje pensa sobre os anos de vida que são a nossa passagem pela terra: isto passa muito depressa.
Também por este motivo, a Ressurreição de Cristo tem um significado muito especial. A Vida pode mais do que a morte. E se o tempo que nos resta é escasso, a fé lembra-nos que isto é somente o princípio: o melhor está para vir.

RR on-line 2013-04-02  Luís Cabral


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s